Buscar
  • João da Silva Mattos

Vaca e o clima

Os animais não apenas fornecem produtos valiosos, como carne e leite, os ruminantes também refinam leguminosas na rotação de culturas que inicialmente não são utilizáveis ​​​​pelos seres humanos nesses produtos valiosos. Além de sua contribuição para a diversificação econômica, os ruminantes produzem estrume valioso que aumenta a fertilidade do solo e beneficia outras operações agrícolas. O seu estrume enriquece o solo com os nutrientes necessários para o desenvolvimento das culturas.


Mas não só isso, promove especialmente a vida do solo. Seja uma mosca, um fungo ou um verme, eles adoram estrume. Uma vida florescente do solo é um pré-requisito para um acúmulo de húmus a longo prazo no solo e, portanto, bom para a proteção do solo e do clima. Um solo rico em húmus não é apenas rico em nutrientes, mas também erode menos e armazena mais carbono.


Além disso, o teste DOK do ano passado descobriram que terras cultivadas biodinamicamente emitem muito menos óxido nitroso do que campos cultivados organicamente ou convencionalmente.


Por outro lado, as vacas emitem metano, um gás que afeta o clima, quando ruminam. Isso inevitavelmente nos leva ao debate atual sobre a vaca como assassina do clima. A vaca é um assassino climático? Gostaríamos de ir ao fundo dessa questão para que o agricultor biodinâmico possa se mover com confiança e sem dúvidas no debate climático. Nossa hipótese é que vacas mantidas biodinamicamente podem contribuir para a mitigação das mudanças climáticas.


Fonte: https://www.sektion-landwirtschaft.org/en/animal-husbandry

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Situação inicial A pecuária tem um papel central na agricultura biodinâmica. A criação de animais é essencial para fazendas biodinâmicas; entre outras coisas, é necessário para a produção do próprio f